Skip links

Rotinas das Crianças em Tempos de Isolamento

Num tempo em que as famílias se vêm obrigadas a permanecer muito tempo em casa, nem sempre é fácil gerir e conciliar o teletrabalho, os trabalhos de casa das crianças e o tempo para as tarefas domésticas. E tudo isto, mantendo sempre a boa disposição e a esperança em tempos melhores. 

Para uma boa convivência, a organização familiar torna-se indispensável. E para quem tem crianças em casa, estabelecer uma rotina diária, semanal, trás uma serie de benefícios a longo prazo, como segurança e confiança. 

Através de uma rotina, as crianças conseguem focar-se no essencial, aproveitando melhor cada uma das tarefas. Aprendem também a ser responsáveis, sentem-se mais capazes e os pais não vão precisar de estar constantemente a dar ordens, porque os horários já foram previamente estabelecidos. 

É natural que à medida que os dias vão passando, tanto as crianças como os adultos fiquem mais impacientes e cansados de passar tanto tempo em casa. Por isso, é indispensável criar uma rotina familiar e um horário, para que todos, independentemente da idade, se mantenham sempre ocupados e ativos. 

É importante explicar às crianças o que se passa no mundo, de forma simples e compreensível à sua idade. Reforçar a noção de segurança e o porquê de um isolamento. Fazer da lavagem das mãos um momento divertido, para que o façam repetidamente. 

Para qualquer criança é essencial a manutenção das rotinas que tinham até aqui. Manter as horas de sono, o número de refeições, o tempo para brincar, para ajudar nas tarefas domésticas, dos hábitos de higiene. Estabelecer um limite de tempo para os ecrãs.  

Fazer um horário estabelecido semanalmente para atividades académicas, desportivas e recreativas. Pode-se pedir às crianças para decorarem o horário a seu gosto e o colocarem num local onde seja fácil de visualizar. Todos os dias irão consultar o horário e ver qual atividade está estabelecida para aquele dia. 

Normalmente de manhã, depois de tomar o pequeno almoço, ou à tarde no fim da sesta e do lanche são boas alturas para pôr as crianças a fazer atividades académicas, deixando-as depois ir brincar.  

Outra atividade fundamental ao crescimento das crianças é o exercício físico. Criar circuitos divertidos para saltar, tocar nos objetos, fintar obstáculos, correr, subir e descer escadas. Se possível ao ar livre, para manter pelo menos 10minutos diários de exposição solar. 

Quanto aos ecrãs, telemóveis, tablets, computadores que os miúdos tanto gostam, podemos utiliza-los nesta altura também para manter contatos sociais á distância. Familiares, amigos, fazer atividades com eles através de vídeo-chamadas ajuda a diminuir a noção de isolamento.  

Dependendo da idade das crianças, uma tarefa que é importante incluir nas rotinas é a ajuda nas tarefas domésticas. Ajudar a por a mesa, a estender roupa, a participar no fabrico de bolos, bolachas, panquecas. 

Antes ou após o jantar, dependendo das famílias, é ideal criar-se um tempo para jogos em família, uma história, sessões de cinema. 

Não é fácil gerir tudo isto em tempos de crise e de incertezas, e as crianças sentem tudo o que se passa à sua volta, e podem ficar mais apelativas, mais tristes e irritadas. Por muito que nos custe temos de ser o apoio, conforto e suporte e ir buscar calma, paciência e imaginação àquele sítio que todos os pais conhecem… o coração. Porque para além das dificuldades está o amor que une as famílias! 

Elisete Ferreira (Enfermeira P5)