Skip links

Como ter umas férias seguras e com saúde?

Passamos o ano a planear e ansiar pelas férias, mas estas não devem significar uma pausa na saúde e nos comportamentos saudáveis. Os estudos comprovam os benefícios das férias para a nossa saúde física e mental, no entanto, algumas rotinas associadas às férias podem trazer cansaço e stress.

Alguns comportamentos podem interferir com os benefícios tão bem conhecidos e, por isso, devemos estar atentos a possíveis contratempos – por forma a os podermos minimizar:

  • Prepare e organize o trabalho de forma a que este não acumule em demasia no período pós-férias, pois rapidamente pode anular os efeitos positivos que as férias lhe proporcionaram;
  • Escolha objetivos realistas para as suas férias, por exemplo, caminhadas diárias, visitas específicas, experiências de bem-estar, restaurantes, entre outros;
  • Faça escolhas de alimentação saudável e inclua momentos de exercício físico. Existe a tendência de aumento de peso durante o período de férias, mas podemos contrariar isso sendo mais cuidadosos e saudáveis
  • Não tente controlar tudo ao detalhe, deixe algum espaço para eventos inesperados ou mudanças de última hora sem que isso seja uma fonte de ansiedade – afinal, são férias!

 

A palavra prevenção também pode constar do vocabulário de férias, quer sejam em Portugal ou no estrangeiro. Se tenciona viajar para fora de Portugal fique atento às condições de entrada, restrições e à atual situação da COVID-19 no país de destino.

Se for para o exterior, deixamos uma dica: consulte previamente o site da União Europeia (UE) em https://reopen.europa.eu/pt. Aqui, pode consultar informações sobre os requisitos de quarentena e testes para viajantes, o certificado COVID Digital da UE e aplicações móveis de localização e aviso de contactos de risco COVID-19.

 

Se as suas férias são na praia ou incluem atividades ao ar livre….

O mais importante de tudo: não se esqueça de incluir na sua mala o protetor solar. Verão é sinónimo de sol, temperaturas altas e estas vêm muitas vezes acompanhadas das insolações.  Saberá como preveni-las evitando a exposição solar nas horas críticas, aumentando a hidratação, usando um fator de proteção adequado à sua pele e peças que ajudem à proteção (roupas, chapéus, óculos de sol). A Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo alerta para o facto de 90% das mortes por cancro de pele serem evitáveis sendo o melanoma o cancro de pele menos frequente, mas o que pode causar uma maior taxa de mortalidade (75% das mortes de cancro de pele).

Para evitar a desidratação, mantenha uma garrafa de água sempre consigo. O organismo responde ao calor através da aceleração da respiração e do aumento da transpiração, o que, na prática, significa que perde mais água do que habitualmente e que a perde mais rapidamente. No mínimo, está indicada a ingestão de 1,5 a 2 litros de água por dia, mas pode variar consoante as necessidades do seu organismo. Poderá ainda alternar com outras soluções, como chás e infusões, sopas frias, saladas e frutas – são alimentos abundantes em água e, além disso, agradáveis para esta altura do ano.

Tenha ainda em atenção ao modo de conservação dos alimentos. Com o calor há uma maior incidência de intoxicações alimentares e distúrbios gastrointestinais, quer devido a alterações nas rotinas alimentares, quer por um acondicionamento inadequado da comida. Privilegie o armazenamento no frio e, caso seja necessário transportar alimentos, o recurso a uma mala térmica, com maior cuidado com alimentos como ovos, iogurtes, leite e mariscos. Para a praia, poderá optar por pão, bolachas, frutas (de preferência ainda com casca) e alimentos secos, que devem ficar resguardados ao sol.

Para o auxiliar na escolha de uma praia segura inclua nos seus preparativos a instalação da aplicação móvel “Info Praia” (gratuita para android e iOS) que lhe fornece informação, em tempo real, sobre o estado de ocupação das praias de forma a permitir a tomada atempada de decisão sobre a escolha da praia e evitar a afluência excessiva aos areais, garantindo o distanciamento físico recomendável. Evite as praias de “uso limitado” que estejam sinalizadas com uma área de risco para o desabamento de arribas ou queda de blocos. De acordo com a Deco Proteste, neste momento, existem 25 praias de uso limitado no nosso país.

Para serem umas férias 100% seguras, caso tenha dúvidas ou sintomas que queira discutir junto de profissionais de saúde, o P5 coloca à sua disposição o serviço de consultas online de várias especialidades e ainda a aplicação P5:

Boas férias em segurança!

Fabiana Lima

Enfermeira Coordenadora

Leave a comment