Skip links

Inscreva-se como Voluntário

Num momento em que o país se mobiliza para combater a COVID-19, os profissionais de saúde são um dos grupos mais afetados pela pandemia e pelo aumento do recurso aos serviços de saúde. Cabe a todos unir esforços para cuidar de quem cuida.

Este serviço consiste no agendamento urgente de uma consulta de Psiquiatria por vídeo-chamada. Estes médicos farão a avaliação e orientação das situações clínicas, prestando apoio gratuito a todos os profissionais de saúde que dele necessitem.

Se é médico psiquiatra agradecemos a sua inscrição como voluntário, indicando as disponibilidades para as próximas semanas. Este serviço é voluntário e deverá ser prestado fora do horário do SNS e sem prejuízo das determinações que vierem a ser adoptadas por cada um dos serviços locais de saúde mental.

Assim que existir uma consulta agendada irá receber um link através do qual poderá realizar a consulta no horário definido. Esta chamada pode ser realizada através do browser sem necessidade de instalação de qualquer software.

Esta iniciativa é uma parceria que reúne o Programa Nacional para a Saúde Mental da DGS, a Ordem dos Médicos, a Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental (SPPSM), a APIP e a Escola de Medicina da Universidade do Minho. O apoio logístico é garantido pelo Centro de Medicina Digital P5, CCG e Altice.

Log in | Quero inscrever-me

FAQ: Psiquiatras Voluntários [elaborado por Lídia Sousa (Centro Hospitalar Póvoa Varzim/Vila do Conde; CINTESIS; FMUP]

1. Em que consiste este apoio?
Serão realizadas consultas de Psiquiatria, em sistema de teleconsulta. Pode ser disponibilizada intervenção psicoeducativa, psicoterapêutica breve, de suporte ou psicofarmacológica, segundo critérios clínicos e de disponibilidade do médico prestador e do utente. Em função da situação clínica, poderá existir referenciação para serviços do SNS. Também poderá ser prestada consultoria em saúde mental aos profissionais de saúde, nomeadamente no que concerne à gestão dos seus doentes com patologia psiquiátrica, por forma a diminuir o recurso ao serviço de urgência de psiquiatria.

2. Que profissionais podem recorrer a este serviço?
Qualquer profissional de saúde em exercício clínico no SNS ou em instituições privadas, independentemente da sua categoria profissional.

3. Sou profissional de saúde e estou preocupado com a saúde mental dos meus filhos menores. Posso pedir uma consulta de Pedopsiquiatria para eles, ou o apoio de um Pedopsiquiatra sobre como comunicar com eles e ajudá-los?
Neste momento ainda não temos esse serviço, mas estamos a trabalhar no sentido de o disponibilizar.

4. Quem se pode voluntariar para ser prestador de cuidados nesta iniciativa?
Qualquer Médico Psiquiatra ou Médicos Internos de Psiquiatria, a partir do 4.º ano da formação específica, inclusive, que tenham acesso a um computador ligado á internet, para realização de teleconsultas. Será também necessário ter acesso a um serviço de prescrição online. Os médicos internos deverão agilizar a participação com os seus Orientadores de Formação.

5. Sou Medico Interno de Psiquiatria do 3.º ano de formação específica e gostaria de me voluntariar, posso faze-lo?
Podem voluntariar-se, mas ficarão de reserva e apenas serão chamados se a capacidade de resposta dos especialistas e internos mais velhos for esgotada.

6. Que normas de orientação clínica devem ser seguidas no apoio Médico a prestar?
Em documento próprio encontra-se um resumo das Normas de Orientação Clínicas produzidas pela OMS.

7. Existe alguma compensação monetária para a realização deste serviço?
Este serviço é completamente voluntário e gratuito para quem dele beneficia.

8. Em que horário posso prestar este serviço?
Este serviço deverá ser prestado sem prejuízo do horário de trabalho no SNS e no respeito das determinações que vierem a ser adotadas por cada um dos serviços locais de saúde mental e administrações hospitalares.

9. Existe algum limite mínimo ou máximo de horas de serviço voluntário a prestar?
Não existem outras restrições relativamente ao horário, frequência ou tempo total que cada médico decida disponibilizar, para além das referidas na pergunta 3. Nesta situação de crise, apelamos a todos os voluntários para que tenham atenção ao necessário balanço entre trabalho, descanso e lazer.

10. E se eu deixar de ter disponibilidade para prestar apoio ou decidir desistir da iniciativa?
Pode suspender a qualquer altura o seu apoio. Pedimos que o faça com alguma antecedência, por forma a permitir, se já tiver consultas agendadas, arranjar alguém que o substituía sem prejudicar os utilizadores. Deve enviar um email para cuidar@p5.pt a comunicar a sua indisponibilidade.

11. Como se farão os registos de consulta?
Cada psiquiatra utiliza o seu sistema de prescrição e efetua o seu registo de consulta como se se tratasse de uma consulta domiciliária particular. Não deverá ser colocado nenhum registo on-line de acordo com o RGPD. Brevemente a nossa plataforma terá um sistema de registo online, que garantirá todos os requisitos de confidencialidade.

12. Como se poderá proceder à prescrição farmacológica, havendo essa necessidade? Cada Médico prestador de apoio deve fazer as prescrições farmacológicas por sistema on-line próprio. Sugerimos a aplicação PEM móvel (que permite emitir prescrições a partir to telemóvel, com recurso à chave móvel digital do CC, gratuitamente). Existem outras opções à disposição dos médicos.

13. Como se poderá proceder à emissão de relatórios/ Certificados de incapacidade Temporária (CIT)?
A plataforma não permitirá a emissão de CIT. Contudo, o médico voluntário poderá elaborar os relatórios clínicos que entenda adequados e fornecer ao profissional de saúde sempre que se justifique.

14. Se entender necessário posso agendar uma consulta de seguimento?
Sim, deverá indicar a data e hora através do e-mail cuidar@p5.pt.

15. Enquanto prestador voluntário, como posso reportar situações de uso indevido ou situações em que me tenha sentido em risco?
Todas as situações deverão ser comunicadas para cuidar@p5.pt.

Outras informações:

Para mais informações: cuidar@p5.pt